quarta-feira, 31 de outubro de 2007

A leveza do fim/início


Chegou um fim
Fim que não é fim
Com(ê)ço do fim
Com(é)ço no fim
Na leveza suave do fim encontro um início
Esse início/fim
Esse fim/início
Essa leveza
Um leve suave deslize de lágrima no início/fim
Ahhhh finalmente fim
Fim para um começo
Fim para o novo
Novo que chega e permite o elã
No fim saio completo, integral, coeso
Um fim físico e mestre início
Início e fim

Por Henry Pôncio Cruz de Oliveira
Texto re-editado em 13out2008

2 comentários:

Thúlio Antunes disse...

Lindo poema.
Estou vivendo um momento de fim/começo. Esta escrita repleta de liberdade, caiu como luva.
Grande abraço.

Flávio disse...

Muito bonito a expressão de liberdade e tb de continuação. De liberdade e incompletude. Muito belo, será que foi tu mesmo que fez (rsrsrsrsrsr)? Brincadeirinha. Abraço.